Blog

Você sabe o que significa memória de cálculo?

A memória de cálculo é também chamada de memorial de cálculo.

Trata-se de um documento que se localiza anexo ao projeto de construção civil, e pretende descrever detalhadamente todos os cálculos que são efetuados até que se chegue ao resultado final, também apresentado neste mesmo documento.

O memorial de cálculo é um documento de extrema importância no projeto de uma obra, pois contém informações técnicas necessárias, precisas, claras e detalhadas para a perfeita execução dos serviços planejados.

Além disso, a memória de cálculo é responsável por detectar possíveis erros de cálculo ou problemas no projeto executado, e também para melhorar e orientar o entendimento quando alguma alteração ou gestão do projeto por um outro profissional forem necessárias.

Read more

Principais tipos de aço e as suas aplicações

Existe um grande número de formas e tipos diferentes de aço, que podem ser utilizados também em diversas aplicações.

O aço é um produto de grande popularidade na indústria e na construção civil. Ele é composto por carbono e ligas de ferro, e devido a sua grande aplicabilidade, é empregado na produção de produtos como eletrodomésticos, materiais de construção, veículos, entre vários outros. O aço pode ser classificado quanto ao:

Quanto à sua composição:

  1. Aço carbono: embora todo aço tenha o carbono em sua composição, esse tipo de aço é formado pela liga de ferro com carbono, sendo o teor de carbono inferior a 2,11%. Eles são utilizados em diversas aplicações, e podem possuir elementos residuais como manganês, fósforo e silício.
  2. Aço liga: nesse tipo de aço, encontra-se elementos como manganês, silício, níquel, cromo, vanádio, entre outros, além das ligações entre ferro e carbono. Devido a esses elementos, o aço liga pode ganhar maior resistência mecânica, química, dureza, ou outras propriedades.

Quanto à sua aplicação:

  1. Aços estruturais: geralmente são aços carbonos ou com pequenas quantidades de elementos de liga. Pela sua alta resistência mecânica, os aços estruturais são amplamente utilizados na indústria da construção, principalmente nas estruturas de concreto armado.
  2. Aços para molas: utilizados para a fabricação de molas, pois possuem força e tensão, além de um elevado limite elástico.
  3. Aços para fundição: apresentam boa resistência, e é utilizado para a produção de peças em aço fundido.
  4. Aços para construção mecânica: são aços carbono ou com baixo teor de liga, utilizados na construção mecânica, seja para a fabricação de peças forjadas, eixos, rolamentos, engrenagens, entre outros.

Quanto à sua geometria:

  1. Semiacabados: a produção é interrompida na etapa do lingotamento, para produzir produtos semiacabados, como blocos, tarugos ou placas.
  2. Produtos planos: após o processo de lingotamento, o material semiacabado passa por dois cilindros que aplicam uma força de compressão, gerando uma placa final que pode vir a ser chapas ou bobinas.
  3. Produtos longos: podem também ser emitidos na etapa da laminação, gerando materiais como barras, telas e treliças, cantoneiras, entre outros.

Aços mais produzidos na indústria;

  1. Laminado à quente e a frio: quando o aço é laminado à quente, esse tipo de aço serve como matéria-prima para produção de autopeças, tubos metálicos, rodas, entre outros. Já quando é laminado a frio, pode ser utilizado em esquadrias para a construção civil, eletrodomésticos, automóveis, entre outros.
  2. Aço galvanizado: possui uma grande resistência, utilizado para a produção de vigas de apoio, canos, entre outras fabricações na construção civil.
  3. Aço Galvalume: ele é constituído por zinco, silício e alumínio, e possui uma grande resistência à corrosão. Por isso, é amplamente utilizados na indústria naval, marinha entre outras atmosferas agressivas, além da construção civil.
  4. Aço Inox: composto por níquel e cromo, e feito em alto forno a partir do ferro gusa, o aço inox possui uma grande aplicabilidade, tanto na construção civil quanto em outros setores de produção.
Read more

Conheça a importância do jateamento industrial

O serviço de jateamento industrial é muito importante para preparar as superfícies e materiais e melhorar as suas condições.

Essa é uma solução cada vez mais utilizada nos diversos setores da indústria, pois é uma medida inovadora e tecnológica de limpeza e pintura. Diversos setores industriais e da siderurgia utilizam o jateamento industrial nas mais diversas atividades.

O principal diferencial do processo de jateamento é a qualidade da sua operação, que realizam a remoção de resquícios de tinta, materiais e outros agentes externos, como bactérias e fungos, tornando a limpeza muito mais eficiente.

Para que o serviço seja completo, é necessário que seja feita uma avaliação de corrosão do espaço, além da definição do grau de limpeza, que deve ser nivelado entre SA1 (que consiste em um jato mais ligeiro) e SA3 (limpa de forma excelente até materiais brancos).

Benefícios do jateamento industrial:

– Cria um ambiente mais propício para a fixação de tintas ou a sobreposição de pisos específicos, inclusive antiderrapante;

– Ótimo custo-benefício, pois se trata de um serviço de baixo investimento e grande retorno;

– O serviço pode ser feito em diversos metais e não-metais, como madeiras, tecidos e vidros;

– Evita a geração de resquícios particulados ou resquícios no espaço quanto feito com água, potável ou reutilizada.

Read more